Toxína Botulínica

Toxína Botulínica

O que é a toxina botulínica?  

A toxina botulínica é uma neurotoxina produzida por uma bactéria (Clostridium botulinum) que atua na junção neuromuscular bloqueando a liberação de acetilcolina, cuja característica é de ser um neurotransmissor indispensável para a realização da contração muscular.

A espasticidade e a distonia, por suas vezes, são um excesso de contração muscular, provocando alterações funcionais. Portanto, busca-se terapeuticamente o relaxamento dos grupos musculares afetados, e para isso, o bloqueio da liberação da acetilcolina com objetivo de diminuição do tônus muscular, com consequentes relaxamento, melhor posicionamento e ganhos funcionais.

As indicações para o uso terapêutico da toxina botulínica vêm se expandindo.

- Espasticidade: É um dos distúrbios mais frequentes e incapacitantes que acometem os indivíduos que sofreram lesões no sistema nervoso central: Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE), Traumatismo Raqui-Medular (TRM), Paralisia Cerebral (PC), Esclerose Múltipla (EM), Tumores Cerebrais. Ela é caracterizada por um aumento do tônus muscular desproporcionado de alguns grupos musculares, viabilizando déficit motor que compromete a realização das atividades de vida diária e limita a funcionalidade dos membros afetados, pois dificulta o posicionamento confortável, prejudica as tarefas da vida diária como: alimentação, locomoção, transferências e os cuidados de higiene. A espasticidade quando não são tratadas adequadamente podem resultar em contraturas, rigidez, luxações, dor e deformidades articulares irreversíveis.

- Distonia: A distonia é a contração muscular involuntária em diferentes partes do corpo causando distúrbios funcionais, dolorosos e estéticos. Com esse trabalho, o IMR traz para Piracicaba e Campinas uma terapia altamente especializada com objetivos claros, os quais são a utilização de um procedimento para melhora da qualidade de vida dos pacientes e dos cuidadore